Vamos dar continuidade ao nosso artigo sobre o Universo Expandido de Star Wars.

Após a compra da LucasFilm pela Disney uma grande mudança aconteceu. É sobre isso que vamos falar agora: como essa compra mexeu em todas as obras pertencentes ao cânone principal e também vamos tentar nortear você em suas primeiras leituras do Universo Expandido. Vamos lá?

O Selo “Legends”

Quem vem adquirindo os livros de Star Wars que estão sendo lançados esse ano pela Editora Aleph (excetuando Um Novo Amanhecer de John Jackson Muller e Tarkin de James Luceno) ou até mesmo as HQs que são publicadas pela Panini já repararam que no topo de todas as capas há uma faixa amarela com a palavra “LEGENDS” escrita em letras garrafais, certo? Ok, mas o que isso significa?

starwars_legends-820x420

Explicando de forma rápida e simples: após a Disney comprar a Lucas Films ela deu um reboot em todo o Universo Expandido de Star Wars retirando tudo o que havia sido feito até então para o Universo Expandido do cânone principal e deixando como canônico somente os seis filmes e a série The Clone Wars. Desse jeito mesmo, sem muita conversa.

Tudo feito até então estava com toda a sua coesão quase no limite – eram mais de 700 histórias espalhadas em livros, HQs e jogos! Como dito anteriormente, era um esforço hercúleo manter tudo isso bem amarrado.

É nisso que surge o tal selo Legends. Ele foi criado pela Disney em 2014 justamente para agrupar tudo que foi retirado do cânone principal, ou seja, tudo que foi produzido nos anos antes da Disney chegar a galáxia tão, tão distante.

Resumindo, tudo o que for publicado do UE de Star Wars e tiver na sua capa o selo Legends não é canônico – por melhor e mais enriquecedora que a história seja. Já os que não possuírem esse selo, fazem parte do cânone principal.

EIZNUSo-horz

A adoção do Legends, como era de se esperar, divide opiniões entre os fãs. Há os que acham que não havia necessidade do reboot e que tudo não passa de jogo de mercado e que ótimas histórias e personagens maravilhosos serão chutados para fora do cânone, e há os que adoraram a novidade principalmente por que irão poder acompanhar o surgimento de um Universo Expandido novinho em folha.

Esse reboot pode ser visto como um abrir de portas para a nova geração de fãs que surge no horizonte. Além da chance de consertar vários furos e situações que desagradaram muita gente nas histórias presente no UE, principalmente os eventos que envolvem os protagonistas da saga.

Como tudo na vida, o reboot tem o seu lado positivo e negativo.

Por onde começo o Universo Expandido?

E finalmente chegamos à parte que interessa.

Você que conseguiu chegar até aqui deve estar se perguntando: mas por onde eu começo a ler o material desse Universo Expandido? Vamos lá.

Primeiramente é muito importante você saber de uma coisa: pouca coisa do UE foi publicada por aqui no Brasil. Na verdade, talvez estejamos vivendo um pico de publicações do Universo Expandido nunca visto antes por aqui, impulsionado pela estreia futura de O Despertar da Força em dezembro.

Por tanto, grande parte das obras do UE você só encontrará em inglês – aproveita para praticar! – e no formato das publicações estrangeiras. Mas supondo que você tem acesso a todo esse conteúdo e ainda manda muito bem no inglês, qual seria o ponto de partida ideal então?

star-wars-trilogia-thrawn-timothy-zahn-livros-digitais-355201-MLB20287005038_042015-F

Essa é uma questão quase unânime: é recomendável que você comece a leitura pelos livros mais ligados aos filmes, pois eles possivelmente serão a única referência para você que está chegando agora ao UE. Sendo assim, um bom começo seria a leitura da Trilogia Thrawn. Essa saga se passa 5 anos após o episódio VI e começou a ser publicado em edições caprichadas pela Editora Aleph esse ano. Herdeiros do Império e A Ascenção da Força Sombria já foram lançados (tem resenha no site).

Outra saga interessante como ponta pé inicial é a Série X-Wing. Trata-se também de uma continuação direta dos eventos de O Retorno de Jedi, porém não foca nos protagonistas clássicos, mas sim no esquadrão de pilotos de caça x-wing comandados pelo general corelliano Wedge Antilles. A série conta com 9 livros publicados até o momento.

X-wing_SWGTCG

Várias outras obras podem ser citadas e indicadas como ponto de partida na exploração do Universo Expandido: Shatterpoint (obra sobre a Guerra Clônica que tem Mace Windu como protagonista), Sombras do Império (que também será lançado pela Aleph e traz eventos que ligam O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi), o ótimo Dark Lord: The Rise of Darth Vader (situado após o Episódio III e totalmente focado em Darth Vader e sua compulsão pela caça aos sobreviventes do Purgo Jedi) e vários outros como Labyrinth of Evil, Cloak of Deception e Darth Maul: Shadow Hunter – todos os livros localizados entre os episódios e alguns com histórias de origem de alguns personagens como Darth Maul.

Outra coisa que vale a pena ler, tem muito peso para o Universo Expandido e também pode ser um bom começo são as séries de HQs como Legacy, The Clone Wars e The Tales of Jedi. Essas você pode conseguir ler até na internet mesmo.

Você também pode ler as obras do UE de forma mais organizada pelas eras (Ancient Times, Prequel Era, Inter-Trilogy Era, Classic Era, Sequel Era, The New Jedi Order e Legacy Era) e focar em uma. Nesse ponto a leitura será mais bem aproveitada se você já tiver tido um bom contato com as obras introdutórias supracitadas e também já tiver bem situado na timeline da saga inteira.

O Universo Expandido é algo realmente gigantesco. Tudo isso citado nesse texto não chega nem perto de abranger tudo. Aqui, tentamos de forma bem resumida dar uma sugestão de início para você que assim como nós é fascinado por essa saga que já deixou de ser somente uma série de filmes ou livros e já se tornou algo muito maior, algo imensurável e de valor inestimável para todos os fãs.

starwars_resume_books2

Mas a melhor dica que podemos dar é de que você deve começar pelo que você sente mais atração e curiosidade. A internet está aí e existem wikis especializadas só de Star Wars – e em português – para ajudar o leitor que está com algo do UE em mãos, mas não sabe exatamente do que se trata. Nosso intuito aqui foi de mostrar o quanto esse universo é vasto e o quanto vale a pena tentar se orientar e saber o máximo sobre ele.

Estamos bem no meio do ano Star Wars, e que ano bom. Só nos resta aproveitar ao máximo tudo de bom que esse novo fôlego da saga está trazendo para a gente.

Nos vemos em O Despertar da Força. E que a Força sempre esteja com todos nós!

#chegalogodezembro!

MqSKS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui