Cuidado com a corte das corujas, que vigia o tempo todo, governando Gotham de seu poleiro, atrás dos granitos e concretos. Eles lhe vigiam em seu lar, em sua cama. Nem mesmo sussurre sobre eles ou eles cravarão a garra em sua cabeça.

Essa é a premissa de A Corte das Corujas, na minha opinião, a melhor HQ de super-heróis da década, e o primeiro arco de histórias do Batman sob o elogiado comando do roteirista Scott Snyder. Este é também o primeiro encadernado com histórias da fase Novos 52 da DC Comics no país.

O alvo da história, claro, é Bruce Wayne. Os desafios que os assassinos da Corte trazem ao Morcegão estão além das forças físicas. Sua mente e seu espírito são perturbados pelo ataque dos inimigos. Somos inseridos dentro da mente fragmentada do Batman; as páginas viram ao contrário de modo que sentimos a estranheza das visões do Batman.

12088092_10204743944348551_8057119381537376465_n

Batman já ouviu falar sobre o conto da Corte das Corujas. Há séculos reunindo-se nas sombras e usando a ave de rapina noturna como seu cartão de visita, é dito que os membros dessa temível e poderosa cabala são os verdadeiros donos de Gotham City. Mas, o Cavaleiro das Trevas nunca acreditou em tais lendas. Para o herói, Gotham é sua cidade. Até agora. Um assassino brutal, munido de afiadas lâminas-garra, vem vitimando algumas das maiores (e algumas das mais perigosas) personalidades de Gotham. Se a antiga lenda for verdadeira, os mestres desse guerreiro das sombras podem se provar predadores mais poderosos que o Batman jamais imaginou – e seus ninhos estão em todos os lugares.

O roteirista Scott Snyder (Vampiro Americano) conseguiu resgatar com genialidade algo meio que perdido nas HQs, especialmente nas do Batman. Ele retrata uma fase do Homem-Morcego menos sisudo, e até bem-humorado, diferente do Batman da fase do Grent Morrison, com suas cronologias por vezes inteligíveis.

12115552_10204743944508555_4096714303368905678_n

Além de trabalhar bastante com simbolismos sobre mortalidade, envelhecimento, e apresentando novos personagens, recontando de forma contundente a origem de um personagem que é epicentro da DC Comics.

Outra peculiaridade de Snyder é sua destreza em recontar a mitologia de personagens como o Capuz-Vermelho, e mais tarde do próprio Coringa.

Ver um Bruce Wayne nos auge dos seus 20 e poucos anos, impetuoso, se achando o tal e vê-lo quebrando a cara é algo que, me permitam dizer, muito prazeroso de se ver.

Desde Zero Year, Snyder leva ao limite, mais do que muitos roteiristas se permitem, a noção de que Gotham é só um palco montado para receber duelos de lendas.

12122732_10204743944548556_5466540801044405855_n

E, do outro lado, temos o traço incrível de Greg Capullo (Spawn), o desenhista principal, com cenas de ação simplesmente fantásticas, tornando assim uma parceria perfeita, com uma quantidade de detalhes que nos custa acreditar que se trata de uma HQ mensal.

A edição de 176 páginas e capa dura chegou às livrarias e bancas brasileiras no dia 15 de setembro de 2014, com preço sugerido de R$ 27,90. Entre os extras, uma galeria com as imagens que estamparam as capas originais das edições mensais, além das variantes em cores, e o roteiro de Snyder das páginas 21 a 24 de O Truque da Faca, além de esboços de Capullo. Simplesmente incrível e obrigatório para todo fã de HQs.

Saiba mais sobre essa HQ no Skoob.

tom_oliveira

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui